sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Ranking das 'mais putas' expõe mulheres e abala cidade


Polícia acredita que lista surgiu em escola e que tem vários autores...
A pacata cidade de Muzambinho, no Sul de Minas Gerais, foi abalada esta semana por uma publicação que começou a circular no Whatsapp: uma lista rotulando mulheres como as 'mais putas' da cidade.
O Estado de Minas apurou que a lista incluiu adolescentes e o caso está sendo investigado pela polícia.
O delegado Silvio Domingues acredita que a lista tenha surgido em escolas.
“Estão circulando esse tipo de lista nos municípios próximos. Começou com ‘os mais chatos’ de Guaxupé. Depois disso, criaram os ‘mais gays enrustidos’ e, agora ‘as mais putas’. Suponho que a lista tenha começado em algum colégio da cidade. Mas, a partir do momento que passa a circular no WhatsApp, perde-se o controle”, afirmou ao jornal, acreditando que são vários os autores.
"Minha primeira reação foi imaginar: ‘O que minha patroa vai pensar? E minha família?’. Posso perder meu emprego por causa disso. Fiquei extremamente constrangida”, disse uma das vítimas, de 17 anos, ao EM.
“Não deixei de ir trabalhar, mas minha rotina mudou. É uma sensação péssima. Trabalho em uma loja conhecida e agora minha imagem está no chão”, diz outra garota, de 18 anos.
Mães começaram a procurar a polícia para oficializar a denúncia. 
O caso é passível de indenização, mas existe dificuldade de achar os responsáveis.
As informações são do Estado de Minas.
Transcrito CGN

Nenhum comentário:

Postar um comentário