.

.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Funcionários do PAM de Carangola foram demitidos em decorrência da Prefeitura não cumprir com o pagamento do Convênio com o HEC.

Todos os funcionários do Pronto Atendimento de Carangola foram demitidos na última semana, cerca de 32 funcionários que cumprem aviso prévio, em decorrência da Prefeitura Municipal não cumprir com o pagamento do Convênio, estando há quase 3 meses em atraso com o mesmo e devendo ao HEC - Hospital Evangélico de Carangola cerca de R$500.000,00.
Essas informações foram confirmadas pela Direção do HEC, pois procuramos a mesma, depois da manifestação dos funcionários que não recebem os seus salários no mesmo período. Tudo em decorrência e culpa da administração municipal  que não paga e o HEC não tem como arcar com as despesas.
A Prefeitura Municipal enviou um ofício cancelando o Convênio. Segundo informações, a Prefeitura irá assumir a administração do PAM. Mas a culpa não é da Direção do Hospital. Senhor  "Viajante Prefeito" é e sim da sua administração(?) que não paga esse e outros convênios. Ex.: Emater(+/-200.000,00), Ortopedia da CCC(+ de R$200.000,00, SEMASA(quase R1.000.000,00), HEC(quase R$500.000,00) e inclusive IPESC - Instituto de Previdência dos Servidores Municipais( Quase R$500.000,00). Totalizando cerca de R$2.400.000,00 com os principais convênios e ainda dívidas com diversos fornecedores e até o transporte escolar.
Essa atitude da Prefeitura, traz mais um outro grande problema que pode trazer problemas maiores ainda à administração do Hospital que já luta para manter os outros setores com muita competência e a ajuda de alguns. Não poderia a administração municipal vir a atrapalhar e a inviabilizar tudo.
Agora, assumir o PAM e deixar a dívida com o HEC e os funcionários sem o pagamento é inadmissível. 
Procuramos o Prefeito para falar sobre o assunto mas não foi encontrado.