.

.

sábado, 24 de janeiro de 2015

Calendário astronômico 2015

Para quem gosta de olhar para o céu e estudar o que está além do planeta Terra, o ano de 2015 promete algumas atrações. Para você não perder nenhum lance do que vai acontecer, o Portal EBC preparou um calendário astronômico do ano de 2015.
Entre os principais destaques estão os dois eclipses solares e dois eclipses lunares (também chamados de luas sangrentas). Os fenômenos solares acontecem em março (total) e setembro (parcial). As luas sangrentas ocorrem em abril e setembro. Desses eclipses, apenas o lunar de 28 de setembro poderá ser visto do Brasil.
Também será possível ver planetas em oposição ao sol em 2015. Neste ano, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno ficarão em face ao sol para quem está na Terra. O fenômeno possibilita uma melhor visualização dos planetas.
Já a Nasa tem programado duas chegadas de veículos espaciais em planetas anões distantes. Em fevereiro, um deles (o Dawn) deve encontrar Ceres, e, em setembro, a nave não-tripulada New Horizons deve pousar em Plutão, que perdeu o status de planeta em 2006.
Um momento importante para o mundo astronômico será o dia 30 de junho, quando acontece o Asteroid Day (Dia do Asteroide). A data, organizada por cientistas, astronautas e estudiosos, visa debater novas formas de detecção de asteroides que possam passar pela Terra. A medida visa proteger o planeta contra queda de asteroides. Em 2013, um asteroide caiu na Rússia e deixou mil pessoas feridas.

Calendário astronômico de 2015

  • Janeiro

    03Chuva de meteoros Quadrantids
    30Cometa Pons-Winnecke passa pela Terra
  • Fevereiro

    Sem dia definidoDawn pousará em Ceres
    O veículo espacial Dawn, da Nasa, deve pousar no planeta anão Ceres no mês de fevereiro deste ano. Será a primeira vez que serão coletadas imagens do asteroide que fica entre Vênus e Marte.
    06Júpiter entra em oposição
    No dia 6 de fevereiro, Júpiter poderá ser visto com mais facilidade da Terra por estar em oposição ao Sol. Isso significa que a Terra ficará exatamente entre Júpiter e o Sol. Será possível ver o planeta gigante com telescópios de médio alcance.
    22Conjunção de Vênus e Marte
    Vênus ficará próximo de Marte neste dia.
  • Março

    02Cometa d’Arrest passa pela Terra
    20Eclipse solar total
    No dia 20, acontece um eclipse solar total. O fenômeno, em que a Lua fica entre a Terra e o Sol, deve durar 2 minutos e poderá ser visto da Europa, Ásia e África. No Brasil, não será possível ver o fenômeno.
  • Abril

    04Eclipse lunar
    A primeira “Lua Sangrenta” de 2015 acontece no início de abril e não poderá ser visto no Brasil. O fenômeno em que o Sol cobre a Lua totalmente vai durar apenas cinco minutos e poderá ser visto da Ásia, região do Pacífico e América do Norte.
    22Chuva de meteoros Lírida
  • Maio

    5Chuva de meteoros Eta Aquárídas
    23Saturno entra em oposição
    No dia 23 de maio o planeta dos anéis entra em oposição ao Sol. Isso significa que a Terra ficará, neste dia, exatamente entre Saturno e o Sol. Com isso, será mais fácil enxergar o planeta e seus anéis.
  • Junho

    16Asteroide 1566 Icarus passa pela Terra
    30Dia do Asteroide
    Cientistas, astronautas e estudiosos criaram um dia para o mundo científico criar alternativas para aumentar o mapeamento de asteroides que passam pela Terra. O Asteroid Day vai apontar para o risco de não se monitorar os fenômenos. Um exemplo que será citado será o asteroide que caiu na Rússia em 2013 e deixou cerca de mil feridos.
  • Julho

    14New Horizons deve pousar em Plutão
    Depois de 9 anos e meio de jornada, o veículo espacial New Horizons deve pousar em Plutão no dia 14 de julho. Será a primeira vez que um veículo espacial chegará ao planeta anão (que já teve status de planeta). Depois de passar por Plutão, o New Horizons deve continuar viagem.
    29Chuva de meteoros Delta Aquárida
  • Agosto

    01Chuva de meteoros Alfa Capricórnideos
    06Chuva de meteoros Iota Aquárida Sul
    12Chuva de meteoros Perseidas
    13Cometa Churyumov-Gerasimenko passa pela Terra
    25Chuva de meteoros Iota Aquárida Norte
  • Setembro

    Netuno entra em oposição
    O planeta azul entra em oposição ao Sol (da visão da Terra) no dia 1º de setembro. Este será o melhor momento para ver e fotografar o planeta.
    13Eclipse solar parcial
    No dia 13 de setembro, o Lua cobrirá o Sol parcialmente. Será possível ver o fenômeno na região sul da África, no sul da Ásia e na Antártica. Não será possível ver o fenômeno do Brasil.
    28Eclipse lunar – Lua Sangrenta
    O único eclipse possível de ser visto do Brasil em 2014 será o que ocorre no dia 28 de setembro. Nele, o sol cobrirá a Lua (que ficará em um tom avermelhado) totalmente durante 1h12min. Além das Américas, a Europa, África e oeste da Ásia poderão assistir ao fenômeno.
  • Outubro

    09Chuva de meteoros Draconid
    11Urano entra em oposição
    No dia 11 de outubro, Urano ficará exatamente na posição oposta ao Sol (na visão da Terra). Este será o melhor momento para ver o planeta. Para isso, será necessário telescópios potentes.
    21Chuva de meteoros Oriônidas
    26Conjunção de Vênus e Júpiter
    Neste dia, Vênus e Júpiter aparecerão próximos pela visão da Terra.
    28Conjunção de Vênus, Marte e Júpiter
    Neste dia, os três planetas formarão um triângulo no céu. É a única vez do ano em que três planetas poderão ser vistos próximos.
  • Novembro

    03Chuva de meteoros Taurid Sul
    17Chuva de meteoros Leônidas
  • Dezembro

    07Conjunção entre a Lua e Vênus
    Neste dia, Vênus poderá ser visto próximo a Lua
    13Chuva de meteoros Geminídas
    22Chuva de meteoros Ursids
Fonte EBC

Ato jurídico marca início do processo de beatificação do Padre Júlio Maria de Lombaerde


Abertura do simpósio de estudos
Sacerdote morreu num acidente na véspera do Natal de 1944 próximo ao distrito de Alto Jequitibá que hoje tem o nome dele, Padre Júlio Maria.
Padre Estevam e Dom Antônio de Miranda durante missa celebrada nesta sexta-feira.
 
 
 
MANHUMIRIM (MG) - Missionário, homem de grande espiritualidade e religioso empenhado em obras que mesclaram educação, amor à comunidade e atenção aos jovens, idosos e necessitados. Assim foi a vida do padre belga Júlio Maria de Lombaerde (1878-1944), que viveu 32 anos no Brasil, metade dos quais em Minas, especialmente em Manhumirim.  Neste sábado, na Matriz do Bom Jesus, a trajetória dele ganhará mais destaque com o ato jurídico de abertura do processo de beatificação e canonização. As atividades incluem quatro dias de conferências, oficinas e orações e terão a presença do postulador ou advogado da causa, o italiano Paolo Vilotta, que virá de Roma, Itália. As solenidades serão presididas pelo bispo de Caratinga, dom Emanuel Messias de Oliveira.

Entusiasmado com a iniciativa – a abertura do processo foi autorizada pelo Vaticano há um ano –, o vice-postulador da causa, padre Heleno Raimundo da Silva, de Manhumirim, conta que o religioso já intitulado servo de Deus trabalhou em três continentes (África, Europa e América) –, embora não se registrem ainda milagres. “Temos muitas bênçãos e graças alcançadas por intercessão dele e, agora, começaremos a fase diocesana, com pesquisas para dar suporte à causa de beatificação. Ele foi um missionário por excelência. No país, trabalhou também no Rio Grande do Norte, Pará, Amapá”, diz o vice-postulador.

Minas já tem dois candidatos a santo, que são os beatos Padre Eustáquio e Nhá Chica. À espera de um milagre para a beatificação, estão Padre Victor; Madre Tereza Margarida do Coração de Maria, conhecida como Nossa Mãe; Irmã Benigna; Monsenhor Alderigi; Madre Maria Imaculada; Dom Viçoso; Dom Luciano; Monsenhor Horta; Isabel Cristina; Floripes Dornelas de Jesus (Lola) e Padre Libério. O holandês Padre Eustáquio, que morreu em Belo Horizonte em 1943 aos 53 anos, dedicou-se ao sacerdócio em Poá (SP) e Minas. Foi beatificado, em cerimônia no estádio do Mineirão, em 15 de junho de 2006. Já Francisca de Paula de Jesus, a Nhá Chica, nascida em 1810, no distrito de Santo Antônio do Rio das Mortes Pequeno, em São João del-Rei, na Região do Campo das Vertentes, foi beatificada com grande festa em 2013.

Dedicação Padre Heleno informa que a vida do religioso belga foi sempre de grande dedicação às obras sociais, às pessoas em trajetória de risco e vulnerabilidade, à saúde e à vida intelectual, já que escreveu mais de 100 livros. O seu legado inclui, em Manhumirim, a construção do Seminário Apostólico, Ginásio Pio XI (obra marcante da arquitetura local, em harmonia com o seminário e a igreja matriz), Colégio Santa Terezinha, Hospital Padre Júlio Maria, Patronato Agrícola Santa Maria, que ainda hoje acolhe crianças em situação de vulnerabilidade social, e Asilo São Vicente de Paulo, para idosos.

A semente plantada pelo servo de Deus se enraizou e se difundiu Brasil afora, pois fundou três congregações religiosas: Filhas do Coração Imaculado de Maria, Missionários de Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento e Irmãs Sacramentinas de Nossa Senhora. Na véspera do Natal, a Congregação dos Missionários de Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento, também conhecida como Congregação dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora, lembrou os 70 anos de morte do padre Júlio Maria, que está sepultado no distrito que leva seu nome, no município de Alto Jequitibá.

SIMPÓSIO
Na quinta-feira, começou um simpósio de estudos, com palestras e oficinas sobre temas referentes à vida e à obra de padre Júlio Maria. Estão participando estudiosos de Minas, Amapá, Amazonas, Alagoas, Ceará, Pernambuco, Piauí, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Mato Grosso. Padre Heleno revela que, após iniciado o processo, haverá “o longo e delicado trabalho das comissões, que levantarão dados sobre a santidade do candidato, bem como a retidão de suas ações e pregações. Uma vez concluída a etapa, os documentos serão enviados a Roma, quando se iniciará nova fase. Aprovados os documentos, será necessária a comprovação de dois milagres: um para a beatificação e outro para a canonização”.

Como é o processo

Os processos de beatificação podem ser longos e demorar quase cinco décadas, como ocorreu no caso de Padre Eustáquio.

Tudo começa com a fama de santidade e virtude do candidato a beato, junto a um clamor da população. Os processos, com autorização do Vaticano, começam cinco anos depois da morte do candidato a beato.

Quando começa o processo, a pedido de uma congregação, de uma diocese ou outra instituição ou ordem religiosa, o candidato a beato pode ser chamado de “servo ou serva de Deus”. É preciso haver um milagre comprovado e que a medicina não consiga explicar, além de declaração de graças alcançadas, entre outras coisas.

A primeira parte do processo de beatificação se dá em nível diocesano e só depois disso toda a documentação é enviada para Roma para análises, verificação das procedências e outros aspectos.

Quando termina o processo de beatificação, começa o de canonização (tornar-se santo), sendo necessária a comprovação de outro milagre.
Gustavo Werneck - Jornal Estado de Minas - Fotos Divulgação Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora
Transcrito Parceiro Portal Caparaó